Conecte-se conosco

Mundo Gospel

Pastor preso por agredir sua filha até deixá-la cega e paraplégica

Publicado

em

Um pastor no Rio de Janeiro foi preso após atacar sua filha, deixando-a cega e paralisada. O caso horrorizou o Brasil e o Rio de Janeiro. O religioso é acusado de espancar sua filha de dois meses a ponto de ela ficar cega e paraplégica.

Policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA-Niterói) prenderam Rogério Chaves da Silva, também conhecido como Pastor Rogerinho, na terça-feira (14). Ele foi preso quando estava a caminho de uma igreja no bairro de Quintino Bocaiuva, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

De acordo com investigação policial, o líder evangélico agrediu brutalmente sua filha, recém-nascida de apenas 02 meses de idade, em abril de 2016. A criança ficou cega e paralisada em consequência das agressões brutais, resultando em ferimentos graves e permanentes em sua vida.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

A polícia informou que, uma tomografia que foi feita na criança, detectou que houve numerosas lesões compatíveis com uma criança que tinha sido sacudida por diversas vezes até o ponto de se movimentar o cérebro dela.

Durante o transcurso do processo, o pastor Rogerinho sequer compareceu ao juízo. Ele fugiu e passou a se esconder no Complexo da Maré, onde pregava em um dos templos religiosos da comunidade. O acusado foi encaminhado para uma unidade prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Deixe o seu comentário:

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias