Conecte-se conosco

Música

Perícia culpa Amanda Wanessa por acidente e aponta que ela dirigia a 130 km/h

Edivaldo Santos

Publicado

em

No dia 4 de janeiro desse ano, a cantora gospel Amanda Wanessa sofreu um grave acidente na PE-60, no município de Rio Formoso, na Zona da Mata de Pernambuco e desde então, ela está internada no Hospital Português, na área central do Recife.

De acordo com a perícia solicitada pela Polícia Civil para descobrir as causas do acidente entre o carro dirigido pela cantora e um caminhão, foi constatado que ela dirigia o veículo a 130 quilômetros por hora no momento da colisão.

O acidente, além deixar a artista de 34 anos gravemente ferida, mais três pessoas que estavam no veículo com ela, também foram atingidos, porém os ferimentos foram mais leves. O seu pai Odilon, sua filha Mel e uma amiga já tiveram alta e estão bem.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

O Tribunal de Justiça de Pernambuco considerou o resultado da investigação, e concluiu que o acidente ocorreu “por culpa exclusiva da vítima”.

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) solicitou o arquivamento do processo após a conclusão do inquérito da Polícia Civil, que culpou Amanda Wanessa. O tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) acatou o pedido.

O juiz Raphael Calixto Brasil, da Vara Única da Comarca de Rio Formoso, afirmou, na decisão de arquivar o processo, que comunga “do mesmo entendimento da representante do Ministério Público”.

“[…] o evento ocorreu em tese por culpa exclusiva da vítima, notadamente os elementos informativos colhidos durante as investigações, tais quais o laudo pericial e os depoimentos colhidos no inquérito. Estes, por seu turno, deram conta de que foi a vítima quem perdeu o controle do veículo que dirigia, colidindo com o caminhão. […] a perícia constatou que a mesma estava em alta velocidade (aproximadamente 130 km/h) no momento da colisão”, declarou o juiz.

O processo havia sido aberto, porque a família da cantora disse que o caminhão envolvido no acidente teria invadido a faixa contrária, colidindo com o carro em que Amanda e as outras três pessoas estavam.

Porém, na conclusão da Polícia Civil, do MPPE e do Tribunal de Justiça, não houve crime culposo por parte do condutor do caminhão.

Isso porque esse tipo de delito é caracterizado pela existência de negligência, imperícia ou imprudência. “No caso em tela, não vislumbro a ocorrência desses elementos”, afirmou o juiz.

Image Map
Deixe o seu comentário:
Continue Lendo
Publicidade

Relojoaria Quartz

<

Grupo de WhatsApp

Rádio Elos

Veja Aqui Agora

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias