Conecte-se conosco

Isto Acontece

Juíza decide que Flordelis será levada a júri popular por morte do marido

Edivaldo Santos

Publicado

em

A juíza Nearis dos Santos Carvalho Acre, do 3º Tribunal do Júri de Niterói, decidiu que a cantora gospel e deputada federal Flordelis dos Santos Souza e mais nove acusados da morte do pastor Anderson do Carmo serão submetidos à decisão de um júri popular.

Nesse processo, Lucas e Flávio não respondem pelo homicídio, mas por terem fraudado uma carta com o intuito de atrapalhar as investigações. Pelo assassinato, a juíza já determinou, em outra ação, que ambos sejam levados a júri popular. A sessão foi marcada para novembro deste ano, mas a defesa de Flávio ainda recorre da decisão. Adriano dos Santos também responde apenas pela fraude da carta e não pelo homicídio.

Lucas é apontado como a pessoa que forneceu a arma do crime. Já Flávio é indicado como autor dos disparos que mataram Anderson. O crime ocorreu em 16 de junho de 2019, na residência do casal em Pendotiba, Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, após a vítima chegar de um passeio com Flordelis.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

A deputada, apontada como a mentora do assassinato de Anderson, foi denunciada por homicídio triplamente qualificado (motivo torpe, emprego de meio cruel e de recurso que impossibilitou a defesa da vítima), tentativa de homicídio duplamente qualificado, falsidade ideológica, uso de documento falso e organização criminosa majorada.

Apesar das acusações que pesam sobre a parlamentar, ela não teve a prisão expedida porque possui imunidade parlamentar. Como deputada, ela só poderia ser presa em flagrante por crime inafiançável.

Marzy Teixeira da Silva, também irá a julgamento, além de Simone dos Santos Rodrigues; André Luiz de Oliveira, o “Bigode”; Carlos Ubiraci Francisco da Silva, o “Neném”; Rayane dos Santos Oliveira; Flávio dos Santos Rodrigues; Adriano dos Santos Rodrigues; Andrea Santos Maia e Marcos Siqueira Costa.

A juíza Nearis também decidiu manter a prisão de todos os acusados. Segundo a magistrada, “não houve modificação da situação de fato que justificasse sua alteração”.

Ainda não há previsão da data de julgamento, já que a defesa da deputada pode recorrer da decisão no próprio Tribunal de Justiça do Rio.

Image Map
Deixe o seu comentário:
Continue Lendo
Publicidade

Relojoaria Quartz

<

Grupo de WhatsApp

Rádio Elos

Veja Aqui Agora

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias