Conecte-se conosco

Mundo Gospel

Igreja de Valdemiro Santiago é punida pela justiça após humilhar fiel negro

Edivaldo Santos

Publicado

em

A Justiça do Estado de São Paulo puniu a Igreja Mundial do Poder de Deus, liderada pelo apóstolo Valdemiro Santiago e a instituição terá que indenizar o cabeleireiro Jonas de Freitas, de 50 anos.

Jonas diz que ele teria sido humilhado por seguranças em um dos templos liderados pelo apóstolo. Segundo o relato Freitas à justiça, em outubro de 2020, ele entrou na igreja localizada no Brás, em São Paulo, ajoelhou-se, ergueu os braços para o alto, fechou os olhos e começou a orar. O homem afirma que quando ainda estava de joelhos ele foi interpelado de modo grosseiro e ostensivo por três seguranças da igreja Mundial.

Jonas que é cabeleireiro, disse que os seguranças tomaram a sua mochila e despejaram todo o conteúdo no chão, alegando que eles tinham recebido uma denúncia, e que o rapaz era suspeito. A ação humilhante e desrespeitosa aconteceu na frente dos fiéis ali presentes.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

“Vilipendiaram grosseiramente o meu direito mais sagrado, de ficar em paz recolhido em oração”, disse Jonas em depoimento à Justiça.

Ele acredita ter sido vítima de preconceito por ser negro. O cabeleireiro ressaltou que, no momento em que foi abordado, solicitou aos seguranças que fosse revistado em uma sala reservada, porém o pedido do rapaz não foi atendido.

A Igreja Mundial se manifestou sobre o caso através de uma nota e afirmou em sua defesa que a acusação de preconceito não tem sentido.

“A Igreja prega a inclusão social, não havendo o que se falar em distinção de pessoas dentro de seu templo”, declarou à Justiça por meio de seus advogados.

A denominação liderada por Santiago prometeu entregar um vídeo à Justiça com as imagens da situação, e ressaltou que a abordagem foi realizada respeitosamente, e que o cabeleireiro não passou por nenhum tipo de constrangimento.

O juiz Guilherme Ferreira da Cruz, da 5ª Vara Cível Central de São Paulo, não aceitou a justificativa da Igreja e condenou a instituição por danos morais.

Jonas de Freitas queria R$ 80 mil de indenização, mas a punição estabelecida foi de R$ 5.000, e não cabe mais recurso.

Image Map
Deixe o seu comentário:
Continue Lendo
Publicidade

Relojoaria Quartz

<

Grupo de WhatsApp

Rádio Elos

Veja Aqui Agora

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias