Conecte-se conosco

Coronavirus

AGU quer intimar prefeito de BH por não reabrir igrejas

vejaaquiagora

Publicado

em

A Advocacia-Geral da União (AGU) quer que o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), seja intimado para obrigá-lo a cumprir decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Kassio Nunes Marques, que liberou cultos religiosos em todo o país. A liminar proíbe estados e municípios de vetarem celebrações presenciais como medidas antiCovid. O chefe do Executivo da capital mineira, porém, escreveu nas redes sociais que não seguiria a decisão, tomada na tarde deste sábado (3).

O advogado-geral da União, André Mendonça, pede ao ministro do STF “imediata intimação da autoridade recalcitrante, sob as penas da lei”. Para justificar o descumprimento da decisão, Kalil afirmou que seguirá o entendimento do plenário do Supremo, que deu a governadores e prefeitos autonomia para tomar medidas sanitárias durante a pandemia.

Indicado ao cargo pelo presidente Jair Bolsonaro, Nunes Marques determinou que se adotem protocolos sanitários em igrejas e templos, com limite de 25% da capacidade de público, espaço entre assentos e oferta de álcool em gel. Nas redes sociais, Bolsonaro destacou a decisão. Especialistas, no entanto, defendem que se evite concentrações de pessoas, sobretudo em espaços fechados.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

A decisão de Nunes Marques foi tomada em ação movida pela Associação Nacional de Juristas Evangélicos (Anajure), que via nas restrições aos cultos violação do direito fundamental à liberdade religiosa e ao princípio da laicidade estatal. Inicialmente, a AGU não reconheceu a legitimidade da associação para entrar com ação desse tipo. Na nova manifestação ao STF, porém, Mendonça reconheceu que era legítimo o pedido por parte da entidade.

PGR DEFENDEU REABRIR TEMPLOS
Na decisão, Nunes Marques lembrou a posição do procurador-geral da República, Augusto Aras, que defendeu derrubar decretos que vetem missas e cultos. A manifestação foi enviada pela PGR em outra ação, de relatoria do ministro Gilmar Mendes, em que o PSD contesta decreto do governo de São Paulo, que vetou atividades religiosas coletivas presenciais nas fases mais restritivas do plano de combate à Covid. Nunes Marques se antecipou a Gilmar. Naquela ação, a AGU, em manifestação de Mendonça, também defendeu a reabertura.

*Estadão

Image Map
Deixe o seu comentário:
Continue Lendo
Publicidade

Relojoaria Quartz

<

Grupo de WhatsApp

Rádio Elos

Veja Aqui Agora

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias