Conecte-se conosco

Mundo Gospel

Bispo Edir Macedo solicita reabertura de processo contra Fernando Haddad no STF

Edivaldo Santos

Publicado

em

Através de seus advogados, o líder da igreja Universal do Reino de Deus, bispo Edir Macedo pediu a retomada de um processo contra o ex-candidato a presidente Fernando Haddad (PT). O processo se trata de supostas ofensas feita pelo petista ao religioso em 2018, quando candidato. Atualmente, o processo tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

Na época, o petista provocou o líder da IURD após o bispo declarar apoio ao então candidato a presidência Jair Bolsonaro. Haddad atacou Macedo dizendo que a ligação entre o religioso e o então candidato era entre o “neoliberalismo desalmado” de Paulo Guedes e o “fundamentalismo charlatão” de Edir Macedo.

“Sabe o que é o Bolsonaro? Vou dizer a vocês o que é o Bolsonaro. Ele é o casamento do neoliberalismo desalmado, representado pelo Paulo Guedes, um neoliberalismo desalmado, que corta direitos trabalhistas e sociais, com o fundamentalismo charlatão do Edir Macedo. Isso é o Bolsonaro”, disse Haddad.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Para a defesa do bispo Macedo, a fala do petista fere a imagem do bispo, como uma forma de injúria e difamação. Entretanto, o processo foi engavetado por Sebastião Reis Júnior, ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em 4 de fevereiro.

“Na presença de várias pessoas e após participar de uma missa católica alusiva ao dia de Nossa Senhora Aparecida (fomentando um discurso de ódio religioso), em sede de “coletiva de imprensa”, passou a injuriar e difamar o Reclamante, Edir Macedo Bezerra”, relatou a defesa do líder da IURD.

Para o magistrado do Supremo Tribunal Justiça (STJ), “as palavras proferidas por Haddad encontram-se abarcadas pelo direito de liberdade de expressão e de pensamento”.

Em novembro de 2020, a 6ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo reverteu a sentença de primeira instância, que tinha condenado o ex-prefeito de São Paulo a pagar R$ 79 mil de indenização por danos morais a Macedo.

Os desembargadores que julgaram a causa, entenderam que a intenção da fala de Haddad era esclarecer, sob sua ótica, o que seria o seu opositor, Jair Bolsonaro, e não Edir Macedo.

Image Map
Deixe o seu comentário:
Continue Lendo
Publicidade

Relojoaria Quartz

<

Grupo de WhatsApp

Rádio Elos

Veja Aqui Agora

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias