Conecte-se conosco

Isto Acontece

Mizael, filho de Flordelis diz que está sendo ameaçado e passa a andar de carro blindado.

Misael, não é a primeira testemunha que vem a público dizer que está com medo por ser intimidada

Publicado

em

Após incriminar a mãe adotiva, cantora gospel e deputada federal Flordelis pelo assassinato do pastor Anderson do Carmo, o vereador Wagner de Andrade Pimenta, também conhecido como Misael, começou a temer pela sua própria vida e passou a andar de carro blindado. Ele e a mãe, romperam relações em junho do ano passado logo após o assassinato.

Misael, não é a primeira testemunha que vem a público dizer que está com medo por ser intimidada durante as investigações. Ele já é a segunda pessoa que teme pela sua própria vida. Na madrugada de 4 de setembro, uma mulher denunciou um ataque a bomba jogada na porta da sua casa.

No dia 27 de junho ano passado, Flordelis enviou uma mensagem para Luana, esposa de Misael às 11h20 usando o celular da filha Simone dos Santos, presa desde o dia 24 de agosto deste ano por suspeita de envolvimento na morte do pastor.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

“Luana. Aqui é a Flordelis. Tem como você me responder?” escreveu deputada.

A mensagem foi respondida pelo filho adotivo de Flordelis, o Misael, que informou sua saída do Ministério Flordelis. Depois dai, a deputada enviou 11 mensagens seguidas num intervalo de 30 minutos, as quais foram respondidas por Luana ao meio-dia.

“Só não temos mais condições psicológicas para continuar. Ele (Misael) vai conversar com a senhora. Não exija agora. Vai doer mais” respondeu Luana.

Após Luana responder a parlamentar, começaram a surgir mensagens que parecia uma ameaça.

“Querem continuar fugindo? Só se viajarem para fora do Brasil. Caso contrário eu vou encontrar Misael junto com os irmãos dele. Não vamos aceitar e nem esperarmos [sic] mais. Chegaaaaa, vocês já foram longe demais” diz a mensagem.

Através de uma nota, os advogados de Flordelis contestaram a versão de Misael e Luana, que dizem terem se sentido ameaçados. Em depoimento aos policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, o casal relatou ter desconfiado de uma trama armada pela deputada para matar o pastor Anderson do Carmo meses antes do crime.

Na noite que aconteceu crime, Marzy Teixeira da Silva, outra filha de Flordelis estava na casa de Misael e Luana. De lá ela trocou mensagens com a deputada.

“A Flor mandou uma mensagem. A polícia entendeu que era um código. Ela então mandou outra mensagem para o Flávio. Quando chegamos no hospital, o pastor já estava morto. Dez minutos depois, a Flor chegou. Parece que foi um carimbo. Ela falava: “Fala que o meu marido tá vivo!”. Falei para o Misael: “A sua mãe tá mentindo”. Ele concordou. O Misael sabe quando ela chora de verdade. Não era o caso. Ela não consegue chorar com dor pelo marido” disse Luana.

CLIQUE AQUI PARA PARTICIPAR DO GRUPO NO WHATSAPP

ACESSE ESTE LINK PARA SEGUIR O NOSSO INSTAGRAM

CURTA A NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK

Deixe o seu comentário:

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias