Conecte-se conosco

Política

Folha reconhece ponto positivo no governo Bolsonaro e para evitar elogios, usa o termo “despiora”

Publicado

em

Uma boa parte da imprensa brasileira faz oposição ao governo Bolsonaro, principalmente os veículos que perderam publicidades que tinham, concedidas por governos anteriores e por isso eles sentem dificuldades em fazer elogios ao governo, mesmo quando isso merecedor. O jornal Folha de São Paulo é um desses veículos que sentem dificuldades para elogiar os feitos do governo federal atual, mesmo quando reconhece e entende que isso exista.

Para a Folha, a Globo e outros, elogiar o governo do presidente Jair Bolsonaro parece ser uma tarefa “realmente” difícil para os veículos de comunicação. A Folha, por exemplo, através de uma coluna publicada no último sábado (25), pelo jornalista Vinícius Torres Freire, mostra bem a que ponto chega o “malabarismo” da publicação para não citar qualquer ponto positivo do atual governo.

O colunista publicou um texto com o seguinte título: “Bolsonarismo perde, Bolsonaro ganha”. A folha, através do colunista reconhece feitos positivos no governo e usa o termo “despiora”, em uma tentativa do que parece ser evitar dizer que o país teve uma melhora econômica com a atual gestão. O malabarismo e a manobra ficaram tão notórios que os internautas perceberam e não perdoaram.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

“Os caras inventaram um “despiora econômica” para não dizer que a economia com Bolsonaro melhorou” escreveu um usuário do Twitter.

Segundo o professor de Língua Portuguesa, Rogério Batalha, o verbo “despiorar” não está nos dicionários e, portanto, poderia ser caracterizado como um termo inventado, ou um neologismo.

“Despiorar, no sentido de tornar ou ficar menos pior, pelo que me parece, ela não está dentro de um padrão culto. Ela [a palavra] está muito próxima de um neologismo, uma palavra inventada, do que de uma palavra dicionarizada. Então, à princípio, eu acho que ela não existe enquanto padrão culto” explicou o professor.

Através de uma busca nos principais dicionários de Língua Portuguesa, como o Houaiss ou o próprio VOLP, levantamento de palavras feito pela Academia Brasileira de Letras, o verbo não consta, o que parece corroborar o que foi dito pelo professor Rogério Batalha.

Deixe o seu comentário:

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias