Conecte-se conosco

Opinião

Até aonde vai a hipocrisia de governadores e prefeitos oportunistas para se beneficiar com o caos

Edivaldo Santos

Publicado

em

Estamos vivendo uma verdadeira pandemia tanto por conta do novo coronavirus, covid-19 que vem assolando não só o Brasil bem como o mundo inteiro e também a pandemia de oportunistas que se aproveitam da situação para tirar proveitos dela. O vírus existe? É perigoso? Sim, claro que existe e é perigoso e devemos tomar todos os cuidados necessários no sentindo de conter o seu avanço e que dessa forma venha contaminar menos pessoas o possível.

E como isso deve ser feito? Sempre tendo o cuidado de lavar sempre as mãos, usar o álcool em gel, evitar muitas aglomerações, manter distância de pelo menos um metro, de uma pessoa para outra, não saudar as pessoas com as mãos, se caso tossi ou espirrar colocar o antebraço na frente da boca, não passar as mãos sobre os olhos, higienizar sempre os objetos em casa, isolar as pessoas do grupo de risco que são as crianças e os idosos acima de 60 anos e muitos outros cuidados que devem ser tomados.

Os governos, tanto federal, os estaduais e municipais devem tomar todas as medidas e precauções a fim de proteger a nação, os estados e os municípios como, instruir a população a se prevenir. Os governos também devem buscar meios de conter a pandemia sem causar pânico e terror nas pessoas, buscar os recursos necessários, e montar uma estrutura de forma que venha atender a todos quanto vierem a ser infectados pela doença.

Mas pior é que em meio a toda essa pandemia, está uma onda de governadores e prefeitos querendo tirar proveitos políticos, dando uma de bons estadistas, amiguinhos e defensores do povo, que na realidade, por traz disso existem outros interesses, que é tirar dividendos político.

A intenção da maioria de muitos governadores e prefeitos que está baixando decretos para fechar tudo, inclusive igrejas, e até cultos domésticos, algo que fere a constituição no Art.5 – VI – que diz que é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias; a briga deles é simplesmente ideológica e partidária.

Mas qual é a intenção de muito governadores e prefeitos em fechar tudo? O bem-estar da população? Pensando na saúde do povo? Claro que não! O objetivo principal é partidário e ideológico e através disso tirar proveitos político. A intenção da maioria deles é prejudicar o governo federal, desestabilizar o governo e a economia do país. Desestabilizando a economia do país, o país vai para uma recessão, com isso, eles ganham força e colocam a culpa no governo federal que num caso desses, pode se ver na obrigação de fazer a chamada pedalada, como aconteceu no governo Dilma, e ai eles podem até pedir o impeachment do presidente. O joguinho é exatamente esse. O jogo que já vinham jogando a um bom tempo, acharam agora uma forma de finalizá-lo, se aproveitando da pandemia.

Do outro lado existe uma imprensa terrorista e causadora de pânico que só sabe causar desespero nas pessoas. Ou seja: uma imprensa que só divulga um lado da situação, o lado negativo e às vezes até acrescenta, porque o objetivo é causar o pânico e terror na população. Sendo assim, a população fica apavorada, passa a ter medo e passa acreditar nos governadores e prefeitos que estão aproveitando da situação por questão ideológica, os quais estão querendo fazer do governo federal o culpado de tudo o que está acontecendo.

Essa imprensa terrorista e causadora de pânico, só divulga as mortes, o crescimento da doença, os países com maior índice da pandemia e nunca divulga os bons resultados, como as pessoas que foram curadas, os países que contam com menos índice da doença, os países que já estão se livrando da pandemia e etc. Estes dados, ela não divulga com a mesma intensidade que divulga o lado negativo da situação, porque, ela não tem interesse nisso. O interesse é outro.

Ai você pode está a se perguntar, mas por que a mídia não tem interesse de divulgar o outro lado da situação? A resposta é simples: Porque uma boa parte dela, ou seja: alguns veículos que perderam a mamata do governo, não tem interesse em fazer isso. É exatamente a imprensa que embolsava milhões do governo federal e isso foi cortado pelo governo atual, e essa  imprensa não esá nada satisfeita com Bolsonaro. Por isso, está lutando de todas as formas para derrubar o governo federal. Caso isso venha acontecer, eles acreditam que assim, eles poderão voltar a mamar nas tetas do governo e embolsar milhões de reais em publicidades.

Governadores e prefeitos, na maioria deles, não está nada preocupado com o bem-estar da população e a saúde do povo, como eles alegam. Se realmente estivessem, eles não combateriam um vírus causando outro, tanto quanto nocivo que a covid-19, que a fome. Se o trabalhador, principalmente os assalariados pararem de trabalhar, vão morrer de fome. Se o povo parar de trabalhar pode morrer tanto de fome como de Coronavirus.

É muito fácil, muitos governadores e prefeitos isolar o povo em casa e não permitir trabalhar, porque eles ganham muito bem. As contas bancárias deles, estão gordas ao ponto de que, se for preciso eles passar um ano sem trabalhar isolados em casa, não lhes faria diferença nenhuma, pois o salario deles não será cortado no final do mês, e o dinheiro que eles têm em contas bancárias, daria para ficar esse tempo todo isolado em casa e sem trabalhar. E o pobre trabalhador que ganha o salário mínimo e outros até menos que isso? Muito pelo contrário, com está restrição imposta por eles, muitos trabalhadores já estão passando mesmo é necessidade.

Decreto de governador ou de prefeito não tem poder para fechar igrejas e nem interromper cultos em casas, porque nenhum decreto estadual ou municipal pode está acima da lei federal. No caso do decreto do governador de Santa Catarina que através dele, policiais interromperam um culto doméstico com apenas 5 pessoas na cidade de Forquilhinha é totalmente arbitrário e fere a constituição federal.

Existe uma hierarquia das leis. Constituição, leis federais, estaduais e municipais. Se um governador ou um prefeito baixar um decreto que fira a Constituição ou uma lei federal, este decreto não tem validade, pois está acima da lei e nada e nem ninguém pode está acima da lei. Constitucionalmente a casa é asilo inviolável (Art. 5º, XI)” e que não havendo medidas excepcionais, “como infração de qualquer direito da vizinha (Art. 1.277 e ss do Código Civil)”, “não faria sentido tal intervenção do Estado” e que os policiais poderiam responder por abuso de autoridade, segundo o advogado Rafael Vieira Silveira.

Deixe o seu comentário:
Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relojoaria Quartz

<

Grupo de WhatsApp

Rádio Elos

Veja Aqui Agora

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias