Conecte-se conosco

Coronavirus

Por coronavirus prefeito decreta fechamento de igrejas em Santa Bárbara

Publicado

em

O prefeito Jailson Costa dos Santos do município de Santa Bárbara no interior do estado da Bahia, através do decreto de número 014/2020 obrigou o fechamento de todas às igrejas da cidade no sentido de conter o avanço do novo coronavirus, convid-19 e isso não agradou a uma parte dos evangélicos do município por achar a medida muito radical.

O pastor Geovanio Ataide, presidente da Assembleia de Deus, apesar de concordar com a tomada de todos os cuidados necessários no sentido de conter o avanço da pandemia, questiona a administração do município qual é a real determinação, pois no decreto diz uma coisa e em um cartaz oficial da própria prefeitura, produzido pela Assessoria de Comunicação (ASCOM) diz outra coisa. Para o pastor, não ficou clara a decisão do prefeito.

O Art. 5º. Do decreto diz o seguinte: “Ficam suspensas as atividades de culto e reuniões religiosas no Município de Santa Bárbara/BA, até ulterior deliberação”. Já o cartaz diz: “Fica suspensa a abertura de: Lojas, restaurantes, lanchonetes, bares, hotéis, pousadas, igrejas laboratórios, clinicas e semelhantes. A partir desta quarta-feira (25) até o dia 08 de abril”.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

Para o pastor Geovanio, não ficou clara a decisão do prefeito e pede uma explicação do executivo no sentido de saber o que realmente é para fazer, só suspender os cultos como diz no decreto ou fechar as igrejas conforme está escrito no banner oficial da prefeitura.

“Eu não tou entendo aqui no Diário Oficial do município. No edital tá dizendo que é pra suspender os cultos e reuniões nas igrejas. No cartaz, que é oficial também da prefeitura tá dizendo que é pra fechar as igrejas. Eu gostaria que o poder público, sua excelência, senhor prefeito, né… com sua equipe fosse mais claro e dissesse qual é a finalidade mesmo. Se é pra fechar igreja ou suspender os cultos? Eu não estou entendo, apesar que eu entendo que a igreja não deve ser fechada” disse o pastor através de áudio enviado a nossa redação.

Áudio do pastor geovanio ataide

O líder da Assembleia de Deus, através do áudio fez seu protesto e demonstrou a sua indignação e cobrou uma definição e mais clareza no decreto do prefeito com relação às igrejas do município. “Eu estou também assim triste, fica aqui o meu protesto, fica a minha indignação que inclusive eu como pastor da igreja Assembleia de Deus, faço parte do Conselho Político do município e em momento nenhum fui consultado, não sei se os demais pastores foram consultados em relação a esse edital de fechar a igreja. É uma responsabilidade muito grande da parte da sua excelência, senhor prefeito porque a igreja Assembleia de Deus como as demais igrejas, tem o papel e a missão de orar. Orar pela cidade, orar pelo povo, orar… e ai fica assim como uma proibição que a gente possa abrir a nossa igreja pra orar, pra atender os aflitos, atender os necessitados. Eu gostaria que o poder público fosse mais claro na sua decisão. Se é pra fechar a igreja ou se é pra suspender os cultos” finalizou o pastor.

Banner oficial da Prefeitura de Santa Bárbara

A artigo 5º da lei federal (Constituição) no parágrafo VI diz que  é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e a suas liturgias;.

O governador do estado, Rui Costa já havia se manifestado com cuidados e prevenções contra o novo coronavirus, covid-19 e decretou que as igrejas, apenas das cidades com casos confirmados da doença suspenda os cultos com acima de 50 pessoas. Ou seja: nas cidades do estado, que tenha casos confirmados do covid-19, as igrejas podem realizar seus cultos, contudo que não passe de 50 pessoas por cada reunião. Já o decreto municipal do município de Santa Bárbara foi mais radical que o do estado e o do governador e pede para fechar as igrejas.

Para o pastor Geovanio, ele estende que as medidas e as precauções devem ser tomadas, mas não tão radicalmente como foram as do prefeito Jailson. Para o líder evangélico, o executivo deveria consultar as lideranças evangélicas para discutir juntos, sobre o assunto.

Clique aqui para acessar a íntegra do decreto municipal

Deixe o seu comentário:
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias