Conecte-se conosco

Isto Acontece

Deputado defende Gabriel Monteiro após o policial acusar de corrupção o ex-comandante-geral da PM

Publicado

em

Após confrontar o ex-comandante-geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro, o coronel da reserva Ibis Pereira, sobre suas ligações com o Comando Vermelho, o soldado Gabriel Monteiro, que também é Youtuber vem enfrentando sérios problemas com a corporação.

Após denunciar o coronel, Gabriel perdeu o porte de armas e está preste a ser expulso da PM do Rio. Em um vídeo publicado nas redes sociais, o soldado aparece revoltado com lágrimas nos olhos após perder o porte de armas.

“Eu entrei para a Polícia Militar aos 19 anos. Sempre tive dois sonhos: combater os bandidos de fuzil e os policiais corruptos, aqueles que têm muito poder e da alta cúpula da PM. Eu sempre morei em favela e é nítida a convivência entre bandidos de fuzil e fardados da alta cúpula da PMERJ. Desde que entrei para a Polícia Militar, sempre tive muito medo, porque o sistema é muito forte e o poder de comandantes corruptos é exacerbado. Só quem está dentro da Polícia Militar sabe como é difícil combater os coronéis da sacanagem” disse Gabriel.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

Em seguida, o policial conta de onde surgiram as suspeitas contra o coronel Ibis Pereira. “Recentemente recebi uma mensagem de um morador de favela que desabafou comigo. Ele falou que o coronel Ibis, ex-comandante-geral da polícia militar, estava em conluio direto com o Comando Vermelho e recebia uma mesada há anos para influenciar e vazar ações. Mas eu não tinha provas, então fui questioná-lo. Porque eu tinha fotos do coronel Ibis dentro do coração do Comando Vermelho, na Maré, onde nenhum policial consegue adentrar a não ser com uma megaoperação. O Brasil inteiro ficou sabendo que o coronel Ibis não soube responder as minhas perguntas, ele não soube dizer como foi ao coração do Comando Vermelho, uma área tão hostil para a Polícia Militar” detalhou.

O policial, indignado revela que a sindicância se trata de uma represália que está colocando sua vida em risco. “Por fazer esse questionamento, eu perco, no dia de hoje [quinta-feira, 5], meu porte de armas, minhas funções externas. Estou largado. Estou submetido a um conselho que vai me expulsar da Polícia Militar não porque eu roubei, matei, fui truculento ou racista. Mas porque eu questionei um ex-comandante-geral da PM, que tem um forte apreço e convivência com o CV. E não dá pra entender como isso acontece e a Corregedoria da PM não faz nada. Eu provei que ele vai no CV e nada acontece. E o que acontece comigo? Eu perco meu sonho – afirmou.

Recentemente, o deputado federal Otoni de Paula (PSC/RJ), usou a tribuna da câmara dos deputados em Brasília para defender o soldado Gabriel. No vídeo gravado com imagens da câmara, o parlamentar elogia a conduta moral do PM e pede providencias ao governo do Rio de Janeiro Wilson Witizel. Otoni também destacou a ligação do coronel Ibis com a bandidagem do Morro da Maré.

“O coronel Ibis, coronel da Polícia Militar do Rio de Janeiro tem o poder e uma capacidade que não se tem outros coronéis, ou outros policiais do meu estado. O coronel Ibis tem o poder de entrar dentro da Maré, ficar lá dentro algumas horas e sair ileso” disse o deputado.

Assista ao vídeo

Deixe o seu comentário:
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias