Conecte-se conosco

Brasil

“Vamos dar tempo ao tempo que a verdade vai aparecer”, diz Cabrini sobre a morte de Gugu

Publicado

em

No próximo dia 22, vai completar um mês que faleceu um dos apresentadores mais queridos do Brasil, Gugu Liberato. O comunicador de 60 anos faleceu em Orlando nos Estados Unidos, após ficar dois dias internado em coma no hospital, após uma queda do sótão de sua casa, no dia 20 do mês passado e bateu com a cabeça na quina de um móvel.

Gugu teve morte cerebral confirmada após a avaliação de um neurocirurgião brasileiro, que viajou para os Estados Unidos a pedido da família do apresentador. O médico foi o terceiro a atestar a perda das funções cerebrais do comunicador.

A morte do comunicador mobilizou a imprensa não só do Brasil, como em quase todo o mundo, todos os órgãos no mesmo intuito, buscar a informação e repassá-la aos seus ouvintes e telespectadores.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

O jornalista investigativo Roberto Cabrini, que apresenta o Programa investigativo Conexão Repórter, no SBT, deu uma declaração que levanta suspeita sobre o que aconteceu com Gugu Liberato no dia que caiu do sótão da sua casa nos Estados Unidos.

Ao ser questionado sobre a sua reportagem do seu programa Conexão Repórter, no SBT, que por levantar dúvidas com respeito o acidente que tirou a vida do apresentador, foi elogiado mais também bastante criticado, ele respondeu o seguinte: “Foi uma das melhores matérias, foi uma matéria muito bem feita e evidentemente, quando fatos ocultos começam a ser expostos, existem as pessoas que não querem que estes fatos sejam expostos, mas isso… Vamos dar tem ao tempo que a verdade vai aparecer”.

Cabrini que passou por diversas emissoras do país, inclusive a Globo, coloca uma pulga atrás da orelha das pessoas com tal declaração. Pela resposta do jornalista, leva a entender que ele acredita que, a tragédia ocorrida no dia 20 do mês passado na casa de Gugu, vai muito mais além que um acidente.

Logo que soube da morte de Gugu Liberato, Roberto Cabrini embarcou para Orlando para reportar o acontecimento. O jornalista foi proibido pela família de Liberato de se aproximar da casa, local do ocorrido. Ele teve que ficar a uma distancia de 300 metros para fazer a sua reportagem.

Roberto Cabrini é considerado um dos principais jornalistas brasileiros, especializado em jornalismo investigativo, coberturas de guerras e da defesa dos direitos humanos. O jornalista ganhou praticamente todos os prêmios importantes em seu meio em três décadas de carreira.

Ingressou na profissão aos 16 anos de idade, atuando em uma rádio e um jornal de Piracicaba, São Paulo. Aos 17 anos, foi contratado pela TV Globo, tornando-se o mais jovem repórter do telejornalismo de rede da história do Brasil. Aos 22 anos, tornou-se o mais jovem correspondente do país, atuando no escritório da TV Globo em Nova Iorque, ao lado de Hélio Costa, Paulo Francis e Lucas Mendes. Atualmente, apresenta o programa Conexão Repórter no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT).

Assista ao vídeo:

Deixe o seu comentário:
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias