Conecte-se conosco

Justiça

Operação Faroeste da Polícia Federal prende desembargadora do TJ-BA nesta sexta-feira

Publicado

em

Na manhã desta sexta-feira (29), a Polícia Federal prendeu preventivamente a desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). A desembargadora foi presa na nova fase da Operação Faroeste, que investiga um esquema de corrupção e venda de sentenças.

A ordem para prender a desembargadora foi expedida pelo ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) Og Fernandes que é relator do caso. O pedido foi feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR).

No quarto da desembargadora, que fica no bairro do Canela em Salvador, foram encontrados pela Policia Federal, cerca de R$ 100 mil em espécie, 9 mil euros e mais 200 dólares. A operação foi realizada em duas casas da desembargadora, além do seu gabinete na sede do TJ-BA.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

Também foram encontrados em uma das suas residências, um estojo grande, tipo mostruário onde continham adornos femininos como colares, anéis, brincos, vários relógios entre eles, três Rolex. Não se sabe se os relógios são réplicas ou originais.

Consta também na denúncia do Ministério Público Federal, que o padrão de vida que a desembargadora ostentava era com muitos adornos, joias, muito dinheiro em espécie, obras de artes, bolsas, um padrão muito acima do que se espera de um servidor público. Um colar de ouro com aparência de alto valor no mercado, também foi apreendido no quarto de uma das residências de Maria do Socorro.


No gabinete do TJ-BA, a PF apreendeu sete canhotos de talões de cheques do Banco Bradesco, com referência a pagamento aos artistas plásticos Tati Moreno e Sérgio Amorim. Lá também foram encontradas diversas obras de arte, inclusive duas assinadas por Sergio Amorim e duas de Bel Borba.

A PF também apreendeu duas pastas pretas com documentos diversos, identificadas como “contas 2019”. Nelas continham comprovantes de pagamento a compras de joias e acessórios, além de outras despesas como o pagamento de IPTU de imóveis “supostamente pertencentes”, a desembargadora, nas seguintes localidades: “Canela, Praia do Flamengo, Graça, Praia do Forte, Penha e outro denominado São Gonçalo dos Campos”.

Deixe o seu comentário:
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias