Conecte-se conosco

Justiça

Desembargadora presa na Bahia pela Polícia Federal tentou destruir provas

Publicado

em

A desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), presa preventivamente na manhã desta sexta-feira (29), tentou destruir provas contra ela. Numa gravação, ela aparece pedindo a uma funcionária para impedir a apreensão de um celular pela Polícia Federal.

A magistrada descumpriu a ordem do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de não manter o contato com funcionários do TJ-BA e pediu uma reunião com o irmão da chefe do Ministério Público da Bahia (MP-BA), Ediene Lousado, o advogado Pedro dos Santos Lousado, segundo nota da procuradoria Geral da República (PGR) que também diz que ele estaria acompanhando as investigações.

Após ter descoberta as conversas gravadas, o Supremo Tribunal de Justiça avaliou que a desembargadora tentou destruir possíveis provas conta ela, quando desobedeceu a ordem judicial.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

Deixe o seu comentário:
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias