Conecte-se conosco

Isto Acontece

Flordelis diz que “Quem comete crime deve ser exemplarmente punido”

Publicado

em

Nesta terça-feira (13), a cantora e deputada federal Flordelis dos Santos, fez uma postagem nas suas redes sociais para informa aos seus seguidores a sua participação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A deputada defende a aprovação da Proposta de Emenda Constitucional que trata da possibilidade de prisão após condenação em segunda instância.

“Participo neste momento da reunião na CCJ onde é debatido a PEC 410/2018 da prisão em 2ª instancia, sou favorável a PEC, pois o objetivo dela é destacamente impedir que a impunidade se perpetue no estado. Quem comete crime deve ser exemplarmente punido”, escreveu a deputada no seu FaceBook e Instagram.

A deputada que costuma compartilhar detalhes de sua rotina em Brasília, nas suas redes sociais, é investigada pela Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo por suspeita de envolvimento na morte de seu marido, o pastor Anderson do Carmo, morto a tiros na garagem de sua casa na madrugada do dia 16 de junho deste ano, quando chegava de um passeio com sua esposa por volta da 04h00.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

Flávio dos Santos Rodrigues e Lucas Cézar dos Santos, filhos da parlamentar, estão presos acusados de envolvimento no assassinato do pai. Eles já são réus em processo na 3ª Vara Criminal de Niterói. A Delegacia de Homicídios continua investigando a participação de outras pessoas no caso, inclusive Flordelis. A deputada também está sendo investigada por suspeita de fraudar uma carta onde Lucas mudou sua versão sobre o assassinato do pastor Anderson e na nova versão o rapaz confessa o crime.

O rapaz foi interrogado pela justiça no dia 1º e admitiu que não foi o autor da carta a qual Flordelis alega ter sido escrita por ele. Em seu interrogatório Lucas afirmou ter copiado um texto já pronto o qual foi entregue a ele por seu irmão Flávio Rodrigues, e pelo ex-PM Marcos Siqueira. Tanto Lucas, Flavio e o ex-PM Marcos estavam presos na penitenciária Bandeira Stampa, mas conhecida como Bangu 9.

Após as declarações de Lucas, a juíza Nearis dos Santos Carvalho Acre, determinou que sejam investigados crimes envolvendo a confecção da correspondência. A DH já vinha investiga as circunstancias em que a carta foi escrita e já encontrou indícios de que o documento pode ter sido fraudado. A suspeita veio após uma apuração no telefone celular de Flordelis e de duas de suas netas aprendidos pelos investigadores no dia 17 de setembro.

Deixe o seu comentário:
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias