Conecte-se conosco

Polêmicas

Globo é detonada por poderosos de outras emissoras por envolver Bolsonaro em assassinato

Publicado

em

A repercussão da reportagem exibida nesta terça-feira (29) em que envolve o nome do presidente da república Jair Bolsonaro no caso do assassinato da vereadora Marielle Franco não pegou nada bem para a emissora.

A reportagem foi exibida no Jornal Nacional e nela cita o nome de Bolsonaro na investigação do caso Marielle Franco. A matéria diz que a Polícia Civil do Rio de Janeiro teve acesso ao caderno de visitas do condomínio Vivendas da Barra, na Zona Oeste do Rio, onde têm casa o presidente e o ex-policial militar Ronnie Lessa, acusado da morte da vereadora do PSOL.

As informações divulgadas no JN, dizem que no dia 14 de março de 2018, horas antes do crime, o ex-PM Élcio de Queiroz, outro suspeito, teria anunciado ao porteiro do condomínio que iria visitar Jair Bolsonaro e acabou indo até a casa de Lessa, versão que foi desmentida pela procuradora do Ministério Público do Rio de Janeiro, Simone Sibílio.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

“As gravações comprovam que Ronnie Lessa é quem autoriza a entrada do Élcio. E, em depoimento, eles omitiram diversas vezes que estiveram juntos no dia do crime. O porteiro mentiu, e isso está provado por prova técnica”, afirmou a promotora.

Por não condizer com a verdade, a reportagem provocou ira no presidente e seus aliados e a emissora ainda teve que engolir críticas ferrenhas de seus concorrentes a exemplo da Record TV que no dia seguinte desmentiu a reportagem apontando falhas em seu jornalismo.

INSCREVA-SE NO CANAL

Da Band, quem declarou o seu repudio contra a matéria exibida pelo JN foi o apresentador Milton Neves. Através do seu Twitter, ele a classificou  como uma “página negra” na história da Globo.

Dona Globo dando uma de ‘João sem Braço’ como se o incêndio que sabiam que iriam causar é algo normal… ficou feio, muito feio. Página negra – escreveu o apresentador.

Ele ainda lembrou do caso ocorrido com o então governador do Rio de Janeiro, Leonel Brizola que a emissora foi obrigada pela justiça a exibir um direito de resposta para se retratar de erro cometido em seu jornalismo.

“Nossa Senhora, que abacismo! Demitir os cabeças dessa burrice agora não vai adiantar nada. E é bom desde já torcer para que o Bonner não seja obrigado a repetir Cid Moreira tendo que ler desculpas e perdão no JN naquela ‘ordem’ do Leonel Brizola. O Capitão pode pedir mesmo”, lembrou o apresentador.

Quem também se manifestou contra a reportagem do Jornal Nacional, foi Marcelo de Carvalho, vice-presidente e dono da RedeTV que disse que faltou humildade em reconhecer o erro com a reportagem exibida nesta terça-feira.

“Em minha opinião, o posicionamento da emissora ontem foi pior do que a reportagem. Uma das coisas mais nobres do jornalismo é o “nós erramos”. Agindo como agiu insiste na conduta irresponsável e demonstra a arrogância de sempre”, disparou o empresário.

Deixe o seu comentário:
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias