Conecte-se conosco

Alfinetadas

Os artistas dos palcos gospel: Verdadeiros adoradores ou artistas do entretenimento gospel?

Publicado

em

No livro sagrado escrito pelo apóstolo João, no capítulo 04 e versículo 24 diz: “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade”. Nós estamos vivendo numa era onde está mais fácil encontrar artistas gospel que encontrar verdadeiros adoradores.

Infelizmente, a fome e a sede pela fama, pelo poder, e o desejo enfreado de ganhar muito dinheiro, têm penetrado nos corações de muitos cantores, cantoras gospel e pregadores dessa geração, ao ponto de se tornarem falsos e hipócritas na hora de interpretar letras preciosas e ministrar mensagens as quais chamam á responsabilidade para a verdadeira adoração e ao compromisso de uma vida santa e na presença de Deus, as quais também vão de encontro à exploração do santo evangelho do Senhor Jesus, tornando a atuação dessas pessoas, pura hipocrisia e falsidade, ou seja: cantando, falando ou pregado o que na prática não vivem.

O diabo tem conseguido êxito nesta área e tem colocado na cabeça e no coração de muitos deles o desejo de ganhar muito dinheiro, status poder e muita fama ao ponto de chegar a perder a essência do verdadeiro louvor a Deus porque tais atitudes tornam-se em barreiras e obstáculos para que esses artistas gospel cheguem a uma igreja para louvar ao Senhor e ganhar almas para o reino Dele.

RESPOSTA DE UM JORNALISTA "IMBECIL" PARA UM "SUPREMO MINISTRO" DO STF.

Parece que eles se esquecem do que estão cantando ou pregando, quando a letra da música que canta ou a mensagem que prega, fala uma coisa e na realidade eles cantam, pregam e agem de outra, completamente diferente, abrindo assim uma porta para o entendimento á prática da falsidade e da hipocrisia.

Muitos desses cantores e pregadores que se dizem ser evangélicos e na realidade não são, cresceram tanto, aliás, “incharam tanto”, esse é o termo mais apropriado para tal situação, eles estão tão caros que já não cabem mais nas igrejas, nos templos ou nos hotéis das pequenas cidades, ou até mesmo de porte médio. Os seus cachês, suas exigências são tão altos, absurdos e abusivos que os pequenos hotéis, as pequenas igrejas e as pequenas cidades não cabem eles. Quando acontece aceitar o convite de uma pequena igreja ou cidade, eles exigem a produção ou a organização do evento providenciar um hotel em outra cidade, que seja de um porte bom e satisfatório ao seu ego e a altura do seu nome e a sua fama. Se assim não for, eles nem sequer aceitam o convite.

Há quem diga que este procedimento é uma forma de valorizá-los. Sim, muito bem, concordamos sim com a valorização, pois entendemos que se a própria pessoa não se valorizar ninguém fará isso por ela. A valorização é justa e compreensível. O que não é justo são os absurdos, os abusos e a exploração do santo evangelho do Senhor Jesus, cometidos em nome de Deus, e em nome da fé, por muitos e terminam enganando aqueles crentes mais simples e os menos esclarecidos,

Que na boa fé, pagam cachês, pagam ofertas para vê-los cantando ou pregando. Muitos desses inocentes chegam até tomar dinheiro emprestado para bancá-los, já outros, saem de outras cidades, enfrentando, chuvas, calor, frio, sem contar a violência da cidade ou a região onde mora, para prestigiar tais artistas do entretenimento gospel.

Seus cachês são tão altos que as igrejas pequenas e de porte médio já não tem o privilégio de tê-los em um dia de culto, só as mais ricas e poderosas igrejas as quais tenham muito dinheiro em caixa, podem ter este privilégio e olhe lá. Na realidade eles só estão cabendo mesmo nos clubes, nas praças e em casas de shows em eventos patrocinados pelas prefeituras das grandes cidades, ou em trabalhos promovidos por produtores de eventos gospel onde são cobrados ingressos que chegam a custar até R$ 100 reais por pessoa, a depender da região, a finalidade, o porte e a natureza do evento, para cobrirem as despesas dos mesmos e sobrar também à parte do produtor, que, aliás, tem muita gente enchendo o bolso com estes movimentos, comprando carros bons, novos, caríssimos e engordando as suas contas bancárias com a realização desses eventos.

As igrejas de porte médio e muito menos as pequenas não podem convidá-los para seus eventos, por não agüentarem pagar os cachês que são caros e muitos deles chegam a custar até R$ 60 mil reais, isto sem contar com as exigências absurdas e exorbitantes como: carros importados com ar condicionado e frigobar para viabilizar a locomoção do cantor dentro da cidade, hotel cinco estrelas, camarins luxuosos com direito a comidas e cardápios especiais, bebidas, toalhas personalizadas com o nome do artista ou da artista e muito mais. E quando a produção do evento vai pagar a conta do hotel, estão lá doses de uísques ou outros tipos de bebidas alcoólicas sem contar com a visita de fãs e admiradores no quarto do hotel, para sabe lá o que.

Daí surgem duas perguntas: Estes maus exemplos citados e outros são realmente exemplos ou procedimentos de um verdadeiro adorador que adora a Deus em espírito e em verdade? Ou são de um verdadeiro e bom artistas com o nome de gospel ou evangélico? Sinceramente, procedimentos como estes levam a responder a segunda pergunta e nos mostram a realidade de que estamos diante de verdadeiros e bons artistas gospel que sobem num púlpito ou palco para por em prática o seu poder e capacidade de um bom profissional, e com uma emocionante ministração em nome de Deus, eles chegam até tirar lágrimas dos olhos de muitas pessoas que ali estão, as deixando sensibilizadas e emocionadas. São pessoas artistas que tem o poder de persuasão e que conhecem muito bem a arte de animar e levantar a galera ao ponto de levar muitos ao delírio e ao êxtase. Eles têm o poder da oratória, tem o domínio de palco e sabem muito bem como conduzirem estes requisitos de um bom profissional que são.

Sem sombra de dúvidas, nestes eventos, a maioria dos que ali estão presentes para lhes prestigiarem, são pessoas inocentes que não sabem o que rola nos bastidores ou por trás de tudo isso, são verdadeiros servos de Deus que na realidade não conhecem os bastidores e não sabem o que acontece por traz dele. São pessoas que pagam seus ingressos, vão lá com o coração aberto para louvar e adorar a Deus e na realidade terminam louvando e adorando ao Senhor de verdade e de coração, mas, já outros vão só mesmo para balançar o esqueleto, vão simplesmente para um entretenimento gospel.

Mas os artistas gospel só sobem no palco ou no púlpito, depois que o dinheiro do cachê estiver todo na conta ou pelo menos 50% do valor e o restante antes de cantar ou pregar, e tudo isso, depois que o contrato contendo uma serie de exigências absurdas estiver assinado. Se estiver faltando um centavo do valor combinado ou contratado, eles não sobem no palco e nem sequer está ai para aquelas pessoas que com muito esforço, porem com muito prazer e satisfação compraram ingressos ou pagaram ofertas para irem lhes prestigiarem e lhes aplaudirem.

Que Deus tenha misericórdia dessas pessoas e lhes façam entender que com Ele não se brinca, que Ele o mesmo que dar é mesmo que tira. Muitos estão brincando com Deus a quem lhes deu à vida, a saúde, a bela voz, o bonito e maravilhoso dom do louvor ou da ministração da palavra. Muitos desses vieram do nada, vieram do pó, da cinza, não tinha nada, eram pobres necessitados financeiramente que não tinha nem onde morar, viviam humilhados e desprezados nas igrejas, pedindo uma oportunidade para cantar, outros por não ter onde morar, dormiam no chão e passavam tremendas provas e desertos na vida, mas Deus os levantou, deu-lhes a oportunidade de gravar seu CD, lhes fez cair na graça do povo, lhes exaltou e os colocou em lugar de honra, deu-lhes uma carreira brilhante ao ponto de serem reconhecidos nacional e internacionalmente. Mas depois que Deus os levantam, honram e lhes dá a oportunidade de serem amados, admirados e reconhecidos por todos, ai deixam o poder, a fama e o dinheiro subirem para a cabeça e para o coração e desprezam a bondade e a misericórdia de Deus para com as suas vidas.

Mas quando Deus resolve agir, Ele age mesmo e a queda deles será grande. Devemos lembrar que o mesmo Deus que dá é o mesmo que tira. Não devemos esquecer que a vida é como uma roda gigante a qual sobe e desce.

Assista ao vídeo:

Deixe o seu comentário:
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Copyright © 2019 Veja Aqui Agora | O que Você Quer Saber Acontece Aqui |

var _Hasync= _Hasync|| []; _Hasync.push(['Histats.start', '1,4104171,4,500,95,18,00010000']); _Hasync.push(['Histats.fasi', '1']); _Hasync.push(['Histats.track_hits', '']); (function() { var hs = document.createElement('script'); hs.type = 'text/javascript'; hs.async = true; hs.src = ('//s10.histats.com/js15_as.js'); (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(hs); })();

Receba Nossas Notícias